Segundo pesquisa os cachorros são mais inteligentes que os gatos

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores, um questionamento antigo pode ter sido solucionado. Saber qual animal é o mais inteligente entre os cães e os gatos, é uma pergunta frequente já há muitos anos.

Esse foi o primeiro estudo que não analisou somente o tamanho cerebral desses animais, ele observou também a quantidade de  neurônios  encontrada no cérebro, na região do seu córtex.

Segundo a pesquisa, a quantidade encontrada de neurônios nos gatos foi de cerca de 250 milhões, sendo que nos cães esses números chegaram a cerca de 530 milhões, mais que o dobro de células neuronais. Já na raça humana a quantidade de neurônios é bem maior, em média 16 bilhões.

A professora de Psicologia e Ciências Biológicas, Suzana Herculano-Houzel, da Universidade Vanderbilt, no estado do Tenessee, declarou que a quantidade de neurônios que um animal apresenta, vai estabelecer a sua inteligência cognitiva. Ela ainda completou, que eles acreditam que por apresentar uma quantidade maior de neurônios os cachorros sejam mais inteligentes, já que eles possuem mais unidades de processamento de conhecimento principalmente no córtex, que é onde as informações são reproduzidas, onde se faz as combinações, além de recordar passagens anteriores. É onde se estabelece os projetos futuros e identifica padrões, sendo o que os pesquisadores chamam de inteligência cognitiva elevada.

A professora disse que não existe nenhuma maneira de determinar a inteligência, já que é algo abstrato e complicado de ser realizado. Mas ela completa que os cachorros de acordo com a pesquisa, conseguem realizar tarefas mais complicadas do que os gatos.

A nova pesquisa também contou com o estudo do cérebro de outros animais, como guaxinins, mangustos, cachorros, gatos, furões, hienas, ursos marrons e leões. Todos esses animais são carnívoros e mamíferos, com dentes e garras que permitem que eles possam se alimentar de outros animais. Esse grupo foi escolhido para fazer parte da pesquisa por apresentar cérebros dos mais variados tamanhos, e conta com a presença de animais selvagens e de animais domésticos.

O estudo descobriu que apesar dos cérebros do leão, do urso marrom e da hiena serem maiores, a espécie de cachorro golden retriever possui um número muito maior de neurônios do que eles. O número de neurônios encontrados por exemplo no urso marrom, é aproximadamente igual ao encontrado nos gatos, apesar de apresentar um cérebro que pode chegar a ser quase dez vezes maior do que o tamanho do cérebro dos gatos.