Campeão brasileiro estreia no torneio da florida

O Corinthians estreou nessa quarta-feira jogando contra o PSV da Holanda que foi derrotado por 5X4 nos pênaltis. A regra da competição determina que quando o jogo termina empatado no tempo normal, a decisão de quem é o vencedor se dará nos pênaltis, (placar do período normal da competição foi de 1×1).

Nos pênaltis brilhou a estrela do goleiro Caíque que jogou no lugar de Cassio, o goleiro ainda teve oportunidade de mostrar seu talento fazendo mais duas boas defesas. O Jogo aconteceu em Orlando City e abre com bom êxito a temporada 2018 para os corintianos.

O Corinthians desembarcou nos Estados Unidos, levando na bagagem o título de campeão brasileiro, mas o PSV também não chegou de mãos vazias pois no campeonato Holandês é líder absoluto, contabilizando 46 pontos contra 41 de seu rival o Ajax.

Um dos problemas que o treinador enfrenta no início de uma temporada, onde aconteceu pouquíssimo treinamento, é a diminuição da capacidade física dos jogadores, sendo assim Carrile optou por uma dubla escalação, uma para o primeiro tempo e outra para o segundo.

O Corinthians pode ter nessa edição de 2018 do torneio Florida Cup, sua última participação. A participação do clube no torneio se deu mediante a celebração de um contrato, firmado em 2015 entre as partes, onde o Corinthians garantiu sua presença em mais quatro edições do torneio, para essa edição foi muito difícil para os dirigentes corintianos tomar a decisão de participar do torneio. A não participação do clube gera uma multa estabelecida no contrato, mesmo com o calendário apertado de 2018 para os dirigentes, o Corinthians preferiu não pagar a multa.

Com a proximidade da estreia no paulistão que acontecerá no próximo dia 17, foi concedido ao Corinthians o favorecimento de jogar as primeiras partidas do torneio. Outro ponto importante na visão do clube, é disputar partidas contra times estrangeiros, é desnecessário viajar para o exterior e jogar contra times brasileiros.

Houve um reconhecimento pelos organizadores do torneio, da relevância da participação do Corinthians na competição, que se traduziu em várias regalias para o clube. Apesar de tudo para os dirigentes um primeiro período de jogos fora do Brasil não é um bom planejamento, ainda com o agravante de ser um ano de copa do mundo.